PPP do Hospital de Loures poupou 167,1 milhões ao Estado, diz UTAP

Comentário Ld: concentremo-nos nos resultados e nos números! Só assim poderemos tomar cada vez melhores decisões.

 

A UTAP concluiu que a PPP no Hospital de Loures permitiu uma poupança de 26,1% face aos custos da gestão pública. Ainda assim, recomendou o lançamento de uma nova PPP.

AParceria Público-Privada (PPP) no Hospital de Loures valeu ao Estado uma poupança de 167,1 milhões de euros entre janeiro de 2012 e dezembro de 2017, revela a Unidade Técnica de Acompanhamento de Projetos (UTAP) no relatório intercalar sobre este estabelecimento publicado esta quarta-feira.

Este valor representa uma poupança de 26,1% face aos custos da gestão pública, cerca de 27,8 milhões de euros por ano. No relatório, a UTAP conclui assim que a PPP no Hospital Beatriz Ângelo foi geradora de maior “value for money para o erário público”. Nota ainda que “os gastos operacionais por doente padrão são inferiores à média dos hospitais de referência EP”. Os gastos operacionais por doente padrão no Hospital de Loures foram de 2.245 euros em 2017, enquanto a média foi de 2.821 euros.

Apesar destas conclusões, a unidade técnica recomendou ao Governo a não renovação do contrato atual com o prestador privado, o grupo Luz Saúde, por mais dez anos, por não estarem reunidos todos os requisitos, nomeadamente aquele que diz respeito à avaliação do desempenho. Esta oscila, no período de vigência, entre satisfatório e muito bom, mas como é uma renovação “premial”, esta só se justifica se a atuação for “francamente satisfatória, de modo a justificar um renovado voto de confiança”, explica a UTAP.

 

Fonte: Eco.pt, editado por Pedro Duarte

PPP do Hospital de Loures permitiu poupança de 167,1 milhões ao Estado em seis anos, diz UTAP

 

Share this post