APOIAR está de volta! – Apoiar.PT, Apoiar Rendas e Apoiar Mais Simples

Comentário Ld: ainda vai a tempo de se candidatar! Preencha este formulário e fique a saber quanto pode receber!


 

Novas alterações foram avançadas pelo Ministro da Economia Pedro Siza Vieira.

 

O Governo decidiu voltar a abrir as candidaturas para o programa Apoiar, que consiste num apoio a fundo perdido para as empresas dos setores mais afetados pela pandemia.

No sentido de reforçar os apoios às empresas, o programa Apoiar apresenta as seguintes alterações:

 

APOIAR.PT e  APOIAR RESTAURAÇÃO: 

– Reabertura de candidaturas entre 25 de março e 16 de abril de 2021, ou até ao esgotamento da dotação;

– Novos limites de apoios para as empresas que apresentem quebras de faturação superiores a 50%, aplicando-se retroativamente às candidaturas anteriormente submetidas, sendo o ajustamento dos montantes a receber feito de forma automática;

– Reforço do apoio extraordinário à manutenção da atividade no 1.º trimestre de 2021 com uma majoração do apoio para as empresas com quebras de faturação superiores a 50%;

– Alargado o âmbito setorial a atividades económicas diretamente afetadas pela suspensão e encerramento de instalações e estabelecimentos que integram as cadeiras de valor do setor turístico, dos eventos e da restauração, nomeadamente a panificação, a pastelaria, fabricação de artigos de pirotecnia e atividades de prática médica de clínica especializada, em ambulatório – Estomatologia.

 

APOIAR +SIMPLES

– Passam a ter acesso os ENI sem contabilidade organizada e sem trabalhadores por conta de outrem à data da candidatura.​​

– Novos limites de apoios para as empresas que apresentem quebras de faturação superiores a 50%, aplicando-se retroativamente às candidaturas anteriormente submetidas, sendo o ajustamento dos montantes a receber feito de forma automática;

– Candidaturas entre 25 de março e 16 de abril de 2021, ou até ao esgotamento da dotação.​​

 

APOIAR RENDAS

– Inclusão de beneficiários que sejam parte num qualquer contrato de exploração ou cedência de imóvel para fins comerciais, com início em data anterior a 13 de março de 2020;

– Candidaturas entre 25 de março e 16 de abril de 2021, ou até ao esgotamento da dotação.

 

O programa, lançado no final do ano passado, “visava atribuir a fundo perdido as empresas uma compensação de 20% da quebra de faturação entre 2019 e 2020, com determinados limites”. Já apoiou cerca de 60 mil empresas, “fez pagamentos de 600 milhões de euros e tem candidaturas apresentadas no montante 800 milhões de euros”, anunciou o ministro da Economia Pedro Siza Vieira.

 

Fonte: gov.pt editado por Raquel Cunha

 

Programa Apoiar
Tem Certidão de Não dívida à AT e Segurança Social, com data de validade dentro do prazo? *
Nota: Todos os dados podem ser consultados no Portal das Finanças ou na Segurança Social. Em caso de dúvidas contacte-nos!
Pode consultar o capital próprio na IES através do Portal das Finanças. Em caso de dúvidas contacte-nos!

 

Share this post